sábado, 31 de dezembro de 2011

Manly Four

Páginas




Às vezes me pergunto porque as pessoas comemoram tanto a passagem de um ano para o outro, mas simplesmente não consigo chegar a uma resposta plausível. Na verdade, eu prefiro não tentar entender, eu prefiro sentir. O ano que se finda hoje trouxe-me muitíssimas coisas boas. E coisas ruins, ele não trouxe? Muitos diriam! Sim, trouxe, em demasia, mas prefiro levar comigo apenas os ensinamentos que me foram sobrepostos a tais dificuldades, eles sim farão alguma diferença em meu futuro. Confesso, sinto dentro de mim uma enorme vontade de poder voltar ao início dessa caminhada só para poder fazer tudo outro vez. Conhecer outra vez aquelas pessoas que entraram em minha vida de maneira arrebatadora, fortalecer mais uma vez os laços que estavam fracos, chorar novamente as lágrimas que outrora correram pelo meu rosto, sentir as mesmas sensações, os mesmos suores frios, os mesmos calafrios. Eu queria sentir tudo outra vez! Mas pensando bem, é melhor deixar tudo do jeito que está. Uma nova etapa vem pela frente, as linhas estão preparadas para receber o escrever de mais uma página da minha vida. 


Queria desejar só coisas boas para minha vida, mas estaria sendo egoísta demais, não quero tudo para mim, só quero o que me é necessário. Para os que eu amo eu desejo diferente, esses sim merecem todas as coisas boas que a vida tem para nos dar. Se não fossem por eles, eu não estaria com forças nesse momento para escrever esse texto. Eu queria poder ser capaz de escrever tudo que se passa dentro do meu peito nesse momento, mas a emoção me consome de tal forma, que fica difícil enxergar as letras com os olhos embaçados de lágrimas. Quero que vocês leiam isso e saibam que estou escrevendo isso para vocês, sem precisar citar nomes. O sentimento que sinto por vocês ultrapassa as barreiras do entendível e não tenho vergonha de dizer isso, muito pelo contrário, sinto um enorme orgulho. Com essas palavras termino mais uma página da minha vida. Com essas palavras, encho meu corpo de vontade para continuar escrevendo meu roteiro. E sabe o que me dá ainda mais ânimo? Saber que posso acordar todos os dias e olhar para o mundo e encontrá-los onde estiverem, pois não importa o quão distante estejam, eu encontrarei-os. 


Não darei adeus ao ano que está por terminar, darei apenas um até logo, pois sempre que eu sentir saudades, posso voltar em meu pequeno livro de 19 páginas e ler aquela página que foi tão importante para a construção da minha vida. Até logo, 2011. E sobre o ano que está por vir, apenas ergo meus olhos cheios de lágrimas e grito aos quatro ventos que pode vir o que vier, eu continuarei de pé, pois os pilares que me sustentam são mais fortes do que qualquer coisa. A união do amor de Deus e o amor que sinto pelos meus amigos e familiares sempre me manterá erguido, firme para enfrentar qualquer coisa. 2012, estou pronto para você!

Nenhum comentário:

Postar um comentário